Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Finalmente Chegouuuuuuuuuuu!!!

Finalmente Chegouuuuuuuuuuu!!!
CRIZINHA - UMA REPÓRTER EM CRISE... 1 POST LOGO ABAIXO! LÊ AI...

sábado, 11 de agosto de 2012

Debaixo d'água/Agora Maria Bethânia

É verdade. Estou afastada desse blog. Mas não somente dele: dos outros blogs, dos livros, do cinema, da música. Um verdadeiro calvário. Tudo isso por conta de uma novidade que já não é tão nova para muitos aqui – imagino. Pois é...não escrevi antes pois não é este o objetivo do blog. Mas devido a tantas mudanças e transformações que ando vivendo, passei finalmente para dar um "Alô" para os meus leitores e amigos de plantão que sempre me cobram com tanto carinho. Estou grávida! Assim mesmo, com exclamação e tudo. É minha gravidez primeira, passei os primeiro mês sem cair a ficha, mas quando ouvi o coração do meu filho bater pela primeira vez chorei que nem criança.

Acho que não é justo dizer que a gravidez me roubou a inspiração, a paciência, então, no máximo, direi que ela as tomou para si. Fica até mais bonitinho e não agride o filhinho ou a filhinha a caminho. As descobertas desse momento são muitas, é uma espécie de redescobrimento – e confesso: imaginava que sabia mais de mim. Engodo. Todos os dias viro a montagem de outra pessoa que, em essência, continua a ser eu, entretanto, já olha e avalia as coisas da vida de outra maneira. Pois é, tudo o que já disseram sobre maternidade é verdadeiro; estou na fase do repeteco.

Esse período que vivo rememorou a canção que é um clássico para as grávidas: "Debaixo D'água". Composta pelo Arnaldo Antunes, mas disseminada lindamente na voz da Maria Bethânia. Adoro os dois e agradeço à gravidez por ter me devolvido a lembrança musical escondida há anos. Estar grávida, especialmente nessa primeira viagem que enfrentamos (e aqui incluo a fundamental presença do papai Marcello), é esperar um furacão mesmo. No sentido de intenso, devastador da personalidade anterior à de mãe e de pai que também estão para nascer.

Gravidez tem um quê de terremoto, de bomba, mas de flor. Ainda me admira um homem alcançar esses versos de maneira tão precisa como na música. Estou grávida, na ansiedade de quem espera um avião chegar com a pessoa amada dentro. De sensações e sentimentos misturados no liquidificador. E vou parir um novo ser, como deve ser. E vou parir outro ser, que serei eu.


5 comentários:

  1. Parabéns Cris! Que linda fase na sua vida. Mulher, jornalista, filha e agora mamãe! Beijos Janine

    ResponderExcluir
  2. Muito bom que vc está de volta Cris!!
    Amo essa música, ainda mais na voz da Maria Bethânia!
    Penso o mesmo que vc, estou ansiosa a espera de um avião que me trará a pessoa amada e tão desejada!
    Parabéns pelo texto, mais uma vez Divino e Palavras Sábias!!
    Muitos beijinhos à vc e João Victor
    Pri e Kaike

    ResponderExcluir
  3. Linda, parabéns por mais esta entre tantas vitórias! Paty Ludo

    ResponderExcluir
  4. Nossa, soprou a poeira do blog com estilo hein Cris! Adorei!
    Muita saúde pro JV, felicidades!

    ResponderExcluir
  5. Conheci esta musica com voce e me emocionei,
    "Tu te tornas eternamente aquilo que cativas"
    Pequeno Príncipe
    Bj
    Lu

    ResponderExcluir